Programa Au Pair: Tudo o que você precisa saber!

O Post de hoje é basicamente um resumo da live que eu e a Juliana do @_por.onde.andei fizemos juntas tirando todas as dúvidas enviadas por vocês no @cademeumapa sobre o Programa Au Pair, então basicamente aqui você vai encontrar tudo o que você precisa saber para embarcar nessa aventura.

Começando com a Juliana: Olá! Eu sou a Juliana do blog “Por onde andei” e estou aqui para esclarecer algumas dúvidas sobre o Programa Au Pair. Fizemos uma live e pudemos tirar algumas dúvidas que vocês enviaram, mas meu instagram @_por.onde.andei estará sempre aberto para ajudar, ok?

O que é o Programa AU PAIR?
Esse intercâmbio cultural é para meninas e meninos de 18 – 26 nos EUA e 18 – 30 na Europa. Você mora na casa da família e cuida das crianças algumas horas por semana, em troca recebe um “pocket money”, comida, acomodação e alguns outros benefícios, como: seguro saúde, transporte (sendo carro ou cartão de transporte público), além de vivenciar a experiência da cultura local.

– Como é o processo?
Geralmente, você entra em contato com alguma agência de intercâmbios e de acordo com alguns pré requisitos, você monta um perfil e eles te colocam em contato com as famílias. Em questões de documentação, cada agência e cada país tem uma exigência diferente! Depois de todos os documentos entregues, só aguardar o dia do embarque.

– Dá para passar pelo processo sem acessoria?
Em alguns países da Europa, sim. Você consegue achar a família e resolver tudo com eles, depois pedir o visto junto ao consulado do país de destino.

– Como é feita a escolha das famílias?
Nos EUA, a agência têm as famílias cadastradas e de acordo com o seu perfil, eles cruzam as informações para um possível bom “match”. Na Europa, você pode procurar por alguns sites, eu achei a minha no aupairworld.com. É um site super confiável e tem muitas famílias em busca de Au Pair.

Vale lembrar que em qualquer viagem, o seguro saúde é essencial!

– Como funciona a carga horária?
EUA: 45h semanais.
Europa: varia entre 25 a 30h semanais.

– Dicas para identificar se a HF é boa:
Bom, acho que isso é um pouco de loteria, mas não posso deixar de falar sobre o feeling. O segredo é conversar muito, perguntar sobre tudo. Nenhuma pergunta é boba, pode perguntar sem medo!

– Mora com a família ou pode morar em outro lugar?
Na maioria dos casos, a Au Pair tem um quarto dentro da casa da família, mas também têm algumas casas com um anexo no quintal, que é independente da casa principal, mas ainda assim é com a família.

– Tem alguma prova de proficiência ou pode fazer curso no país?
Alguns países da Europa como: França e Alemanha, pedem o nível básico da língua falada em cada país. Na Holanda (aonde moro), não precisei saber falar Holandês, mas o inglês com certeza tem que estar com um intermediário bom, para se comunicar com a família e até mesmo na rua.

– Você se sente em casa morando com a HF?
Sim. Claro que não é a mesma coisa de estar na sua própria casa, mas a minha HF é bem acolhedora e me faz sentir parte deles.

– Como é morar com os patrões?
Às vezes se torna um pouco estranho porque você acha que sempre está sendo avaliada (e está). Medir palavras ou alguns tipos de atitudes é sempre bom…

– Qual é a sua agência?
Au Pair International.

– Quanto custa?
Bom, cada agência tem um tipo de exigência, mas no geral é isso:
PASSAPORTE R$ 257,00
2 VIA CERT. NASC. + APOSTILAMENTO = R$ 150,00
TRADUÇÃO JURAMENTADA:
– Cert. Nasc, histórico escolar e antecedentes criminais = R$ 500,00
AGÊNCIA = € 34,00 (+- R$150,00)
PASSAGENS PARA O CONSULADO EM SP = R$360,00
PASSAGENS IDA E VOLTA HOLANDA =R$ 3.500,00
TOTAL = R$ 5.000,00 (uma visão geral, claro que eu tive alguns gastos extras como: mala, presentes para a família e alguns itens que eu precisaria ao longo do ano, como por exemplo, remédios.)

Se você quer se manter conectado durante toda a sua viagem, nada melhor do que garantir do seu chip Viaje Conectado!

Espero que vocês tenham gostado e caso queiram tirar mais dúvidas, estamos disponíveis no @cademeumapa e também no @_por.onde.andei.

Beijos, Gabi e Ju.

Rio de Janeiro – O que fazer na cidade maravilhosa?

Acabei de chegar do Rio de Janeiro e já vim logo escrever esse post para vocês, assim consigo passar todas as informações bem “fresquinhas”.

Além da cidade do Rio de Janeiro, têm lugares ao redor da cidade maravilhosa que merecem a nossa atenção mas vou começar focando nos lugares mais tradicionais do Rio por enquanto – principalmente se for a sua primeira visita!

  • Cristo Redentor (Corcovado)
    Cartão postal do Rio de Janeiro e do Brasil, se você está na cidade maravilhosa não dá para deixar de visitar esse ponto, a visita é relativamente rápida, na verdade o tempo depende muito de você mas além de ser um símbolo do Rio de Janeiro, a vista lá de cima é incrível.
    Dica: vá cedo para evitar os horários muito cheios de gente – o pôr do sol também é lindo de ver lá de cima mas vai estar bem cheio.
  • Pão de Açúcar (Bondinho)
    Outro ponto que eu considero imperdível no Rio de Janeiro. O Bondinho do Pão de Açúcar é o famoso teleférico do Rio e você também vai vê-lo nos cartões postais da cidade. A vista é maravilhosa, isso não é muito difícil né?
    E sobre esse ponto vale lembrar que caso você curta fazer uma trilha, você consegue subir caminhando ao invés de utilizar o teleférico, além de economizar, vai fazer um passeio totalmente alternativo e ter vistas lindas.
  • Copacabana
    Uma das praias mais tracionais do Rio e conhecida internacionalmente, Copacabana é também um cartão postal da cidade maravilhosa e abriga um dos melhores lugares para tomar um café da manha em grande estilo: Forte de Copacabana – lá você tem duas opções para desfrutar do seu café da manha: Confeitaria Colombo ou Café 18 do Forte.
  • Ipanema e Leblon
    Outras praias que são símbolo do Rio e bem tradicionais. E além disso aí vai uma dica de onde ver o pôr do sol: a Pedra do Arpoador que fica no final da praia de Ipanema tem um pôr do sol lindo, vale a pena conferir.
  • Lapa e Escadaria Selarón
    Esse é para quem gosta da parte histórica e central. A Lapa é um bairro boêmio, super conhecido por seus bares tradicionais. Lá você vai encontrar rodas de samba e curtir muito a noite do Rio de Janeiro.

Esses são os pontos mais tradicionais do Rio de Janeiro, coisas que você não pode perder mas como eu disse antes ainda têm vários lugares nos arredores e muitos outros ainda na cidade maravilhosa para explorar, mas isso eu conto no próximo post!

Além disso, você já reservou o seu hotel ou apartamento no Rio? Aqui você encontra as melhores opções de hospedagem!

O que faltou nesse post? Ficou alguma dúvida?
Me chama aqui ou no Instagram 🙂
Beijos e até o próximo post,
Gabi @cademeumapa